terça-feira, 12 de abril de 2011

Corno 3D!

quinta-feira, 31 de março de 2011

O que está acontecendo no Oriente Médio?

Todos temos acompanhado nos meios de comunicação os protestos que estão ocorrendo no Oriente Médio, mas nem todos sabem onde exatamente está acontecendo ou o que está acontecendo.

Mauritânia
O mauritano Yacoub Ould ateou fogo ao próprio corpo como forma de protesto antigovernamental no dia 17 de janeiro por estar "infeliz com a situação política do país e furioso com o governo".

Marrocos
O país já registrou protestos em Marakech, Fez, Tânger e Rabat. Os manifestantes estão querendo o fim da corrupção (coisa impossível de acontecer), reformas e que o rei ceda parte de seus poderes. O Rei Mohammed é membro da dinastia Alaouite, que governa Marrocos a cerca de 350 anos.

Argélia

O governo anunciou o fim do estado de emergência que vigora há 19 anos em resposta aos protestos no país. Outras medidas como corte de preços nos alimentos foram adotadas para tentar deter as manifestações. O Presidente Abdelaziz Bouteflika foi eleito pela primeira vez no ano de 1999, eleição considerada por muitos fraudulenta. Ele foi reeleito em 2004 e venceu em 2009 o terceiro pleito após uma emenda constitucional para remover os limites da reeleição. Seu governo enfrenta déficit de suprimento de água e energia.

Tunísia

A divulgação pelo site Wikileaks de telegramas que revelaram casos de corrupção do governo espalharam protestos por todo o país. Acuando o presidente há 23 anos no poder.

Egito

A maior revolta popular inspirada nos levantes tunisianos provocou a renuncia do presidente Hosni Mubarak. Após 18 dias de intensos protestos, em que até comunicação via celular não funcionava mais, ao menos 300 pessoas foram mortas e 5 mil ficaram feridas, de acordo com a ONU. A renuncia do presidente foi no dia 11 de fevereiro. A população comemorou nas ruas a saída após 30 anos de poder.

Sudão

O descontentamento generalizado com a economia e política no norte do Sudão tem causado alguns conflitos esporádicos.

Lêmen

Manifestantes mantêm conflitos nos país. Presidente está a mais de 32 anos no poder. É um dos países mais pobres do mundo árabe. Também existem no momento conflitos a favor do presidente.

Omã

O país teve 2 manifestações, com mais ou menos 300 pessoas por, por reformas políticas e salariais. A pesar dos protestos os manifestantes juram lealdade ao Sultão, Qabus Bin Said, devido as modernizações que fez no país. 

Iraque

 A peça rara do Oriente Médio. Com vários conflitos, mas nenhum por queda de governo. Ainda assim muitos manifestantes criticam o primeiro-ministro Nuri al Maliki.

Síria

Após duas semanas de protestos o presidente Bashar al-Assad aceitou a renuncia. Mais de 130 pessoas morreram nas manifestações de acordo com opositores, entretanto o governo informa que foram apenas 30.

Jorndânia

O rei Abdullah deu posse ao novo governo do país dia 09 de fevereiro. As revoltas foram inspiradas no Egito. O rei permanecia no poder desde 1999.

Líbia

Protesto contra o ditador Muammar Kadhafi, a 42 anos no poder, já passam de 30 dias. As manifestações se transformaram em uma revolta armada que quase foram reprimidas. A ONU aprovou uma resolução informando que poderia ser usada todas as medidas necessárias para proteger os Civis líbios.  Atualmente o país está sob bombardeios por parte dos EUA, França e Reino Unido.




Fonte: Globo

sexta-feira, 25 de março de 2011

Steve Jobs conta três histórias - Parte II


Essa segunda parte da história começa com ele dizendo:

"Eu tive sorte, encontrei cedo o que amava fazer."

Amor e perdas...

Steve começou a Apple na garagem da casa dos pais ao 20 anos de idade junto com seu amigo Woz. E em 10 anos, passou de uma empresa de garagem para uma no valor de 2 bilhões de dólares, com mais de 4 mil empregados.
Ele haviam criado o computador MAC, um grande sucesso, e aos 30 anos ele foi demitido. Jobs conta que as pessoas perguntavam: 

"como você pode ser demitido da empresa que você criou?"

Ele explicou que conforme a companhia ia crescendo eles contrataram uma pessoa muito competente. Contudo, com o passar do tempo as ideias dos dois divergiam muito. Foi quando houve uma discussão entre eles e o quadro de diretores optaram por demitir Jobs.

"Tudo em que eu foquei minha vida inteira foi tirado de mim", conta.

Ele diz que se sentiu muito mal, que ficou buscando onde teria falhado. Porém, alguma coisa continuava diferente nele. Ele permanecia amando o que fazia. 

"Eu havia sido rejeitado, mas continuava amando o que fazia", afima Jobs. 

Naquele momento ele decidiu começar tudo novamente, do zero. Ele não percebeu no momento que aquele acontecimento foi mais uma das melhores coisas que poderiam ter acontecido. Ele saiu do topo para o chão. Isso fez com que ele entrasse em um momento muito mais criativo. 
Após cinco anos ele criou a empresa "Next", a empresa "Pixar" e acabou se apaixonando por uma mulher, que se tornou sua esposa. A "Pixar" seguiu criando várias animações, sendo a primeira animação "Toy Story". Hoje a Pixar é o Estúdio de animação mais bem sucedido do mundo.

Surgiu o interesse da Apple comprar a "Next" e mais uma vez Jobs estava de volta a sua empresa. A "Next" hoje é o coração da Apple.

Jobs termina essa história dizendo:

"Eu tenho certeza que nada disso teria acontecido se eu não tivesse sido demitido da Apple. Foi péssimo o gosto do remédio, mas o paciente precisava disso."

Algumas vezes a vida pode atingir a pessoa com um tijolo, mas não perca a fé. Faça o que você ama. Isso se provou verdade na vida dele, não só no trabalho, mas também com as pessoas que ele ama.

Continua...


Fonte: Steve Jobs em Stanford


quarta-feira, 23 de março de 2011

Anel de masturbação (interessante)

Ontem eu estava assistindo o programa da Rede Globo - Amor e sexo - quando vi um instrumento muito interessante: O anel de masturbação.
Muitas pessoas nem sabe o que isso é. Algumas até acham que poderia se um abridor de garrafas. hauahua. Mas esse instrumento auxilia o homem na hora do sexo. Ele não é para ser usado pelo próprio homem, pois o sentido dele é fazer com que o parceiro ou parceira estimule o pênis com o calor do metal. Isso mesmo, com o calor. Esse material é um grande condutor de calor. Ele absorvendo a temperatura da mão e no momento da masturbação esquenta o pênis proporcionando ainda mais prazer para o homem.
Você pode achar que nunca viu um desses, entretanto ele já apareceu em algumas cenas bem vistas na TV, Clips e no Youtube também.
Christina Aguilera em um de seus álbuns

Angelina Jolie

Se isso parecer atraente pra você, é uma pena, não é encontrado aqui no Brasil.
Essa jóia é vendida e produzida em Nova Iorque pela designer de jóias Betony Vernon.

Betony Vernon

Agora vou deixar vocês usando a imaginação para saber como usar esse próximo "brinquedo":






Fonte: ifitshipitshere, Amor e Sexo

sábado, 19 de março de 2011

Steve Jobs conta três histórias

Quem nunca ouviu falar do grande Steve Jobs? O fundador dos famosos Apple's, os quais todos querem ter pelo menos um.
Estava assistindo uma aula, quando meu professor começou a contar um pouco sobre a vida de Jobs. Achei um tanto quanto interessante e decidi colocar em três partes, conforme ele mesmo conta.

Primeira parte: Ligando os pontos.

Steve Jobs, antes mesmo de nascer, havia sido rejeito por sua mãe biológica. Ela não queria criar uma criança e decidiu que deveria arrumar uma forma dele ser adotado. Entretanto, não seria qualquer casal, deveria ser uma casal de graduados.
Um casal de advogados se propôs à adoção, porém de última hora desistiram por querer uma menina. Então, após uma ligação foi marcado um encontro com mais dois candidatos.
Ao verificar a ficha do casal a mãe biológica de Jobs viu que a "mulher" não tinha a faculdade completa e o "homem" nem se quer o Ensino Médio (comparando aqui no Brasil). Após alguns meses de negociação foi prometido que quando Jobs estivesse na idade certa ele iria fazer faculdade.
É aqui que começa realmente a vida de Steve Jobs.
17 anos depois de ser adotado a família continuava sem dinheiro, mas com uma promessa feita. Ao entrar na faculdade Jobs só conseguiu permanecer durante 6 meses, e por falta de dinheiro teve que abandonar. 

"Eu decidi sair e confiar que tudo correria bem. Foi bem assustador na época, mas olhando de hoje, foi uma das melhores decisões que tomei", conta Jobs.

Tinha tudo para sua vida dar errado, porém ao andar pelos corredores da instituição percebeu que estava a disposição um curso (não de graduação) de caligrafia e decidiu fazer.
No começo não tinha onde dormir, e usava o chão do quarto dos amigos para passar as noites. Ele conta também que trocava cascos retornáveis de Coca-cola por 5 centavos para comprar comida.
Nas aulas de caligrafia aprendeu sobre sefira, sefira sans, espaçamentos e outras combinações de letras.

"Nada disso tinha sequer esperança de ser útil em minha vida", relembra.

Dez anos depois, na garagem da casa dos pais, junto com um amigo criaram o primeiro computador MACINTOSH. Era o primeiro computador com tipografia bonita, diferente...



Jobs brinca dizendo que o Windows apareceu e copiou o MAC e se não fosse graças a suas aulas de caligrafia talvez ninguém hoje teria em seus computadores pessoais as nossas tantas letras diferentes.
Aqui conseguimos ver que ele começou do zero, sem ter dinheiro pra faculdade, sem ter perspectiva nenhuma na sua vida. As coisas que foram acontecendo aos poucos estavam se ligando umas as outras. Uma decisão que ele tomou no passado refletiu dez anos depois.
Essa experiência pode ser usada hoje em nossa vida, ao pensarmos bem no que fazer, para colhermos o melhor do que plantamos, pois uma decisão hoje pode refletir daqui a dez anos.

Essa foi a primeira parte da história de Jobs. A melhor maneira de terminar é usando uma frase que ele mesmo disse:

"Você não pode ligar os pontos olhando para o futuro. Só pode ligar olhando para o passado."


Continua...


Fonte: Discurso Steve Jobs em Stanford